Área Restrita

Tendências do RH: Adaptar-se às novas tecnologias

Em plena era tecnológica de robôs, drones, inteligência artificial, nanotecnologia, biotecnologia e a cada dia aparecendo mais novidades, é importante que os departamentos de recursos humanos aprendam a ser digitais e a adotar práticas digitais nas suas rotinas diárias.

Este é o segundo tópico abordado no e-book “Tendências e desafios do RH 2018”, da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH).

A gerente de Desenvolvimento de Pessoas da HDI, Susana Paes, acredita que para implementar as mudanças tecnológicas em uma empresa, o RH pode auxiliar os líderes a se adaptarem aos novos modelos de trabalho e de carreira que estão surgindo. “O grande desafio, à medida que uma empresa se torna mais digital, é o imperativo de se redesenhar para ser mais ágil, mais adaptável, aprender rapidamente e abraçar uma realidade dinâmica e transformadora a passos largos”, analisa.

Para Simony Morais, coordenadora de Desenvolvimento Organizacional da Locaweb, é possível utilizar a rapidez das novas tecnologias para agilizar processos que, realizados da forma tradicional, demandam longo período de tempo.

“As transformações sociais e tecnológicas ocorrem sempre de forma rápida e, por isso, precisamos acompanhar o mercado e entender como as tendências que surgem […] podem contribuir para que a nossa área avance”, afirma Elaine Saad, presidente da ABRH-Brasil.

Na opinião de Luiz Augusto Costa Leite, da Change Consultoria de Organização, o principal desafio do RH em 2018 é a gestão, e não a implantação de tecnologias. Para ele, o problema é o próprio departamento de RH adotar um modelo mental digital imediatamente.