Área Restrita

A comunicação interna da sua empresa é clara?

Sua empresa tem uma comunicação clara com seus funcionários? Existe integração entre a equipe e os setores?

Os funcionários de uma empresa, ou seja, o público interno, são tão importantes quanto o público externo, afinal, são os colaboradores que fazem o trabalho andar e para que tudo saia corretamente, é preciso que todos estejam alinhados e entendidos em relação aos procedimentos e normas da empresa.

Sem uma comunicação clara e igual para todos, os colaboradores ficam desinformados e, consequentemente, desmotivados, pois não se sentem valorizados. Logo, as chances de ocorrerem falhas na produtividade e nos resultados são grandes. Já quando estão bem informados, se sentem mais engajados e é comum que acabem se esforçando mais para alcançarem os resultados esperados.

Manual de boas-vindas

Toda empresa tem regras, procedimentos e normas específicas. Mas, será que estas regras são transmitidas antecipadamente para os novos funcionários ou esperam a hora da necessidade e o momento em que acontece algum problema para avisarem sobre tais regrinhas?

Para integrar novos funcionários às regras, procedimentos e benefícios da empresa, uma boa solução é desenvolver um manual de boas-vindas. Nele, devem estar listados todos os pontos importantes do dia-a-dia da organização, como regras de comportamento e etiqueta, normas de hierarquia, regras para uso de espaços, tolerância com horários e códigos para utilização de equipamentos.

Informar os códigos para fazer ligações telefônicas interurbanas, códigos para atender ligação de outro ramal e senhas de internet, por exemplo, podem parecer detalhes óbvios, mas ainda são pontos esquecidos e não informados pela gerência aos novatos.

Além do manual de boas-vindas, é importante manter toda a equipe avisada sobre novos procedimentos e mudanças na empresa. Para isso, podem ser usados alguns canais de comunicação como o bom e velho e-mail, que registra a comunicação transmitida; o quadro de avisos ou mural para comunicados; programas de mensagens corporativas em grupo e a tradicional reunião.

 

*Por Tatiana Félix, analista de comunicação e marketing da VT Service.