Área Restrita

Como ter visão estratégica e sistêmica

Para ter uma visão ampla sobre um lugar ou uma situação é preciso ter visão estratégica. Em uma empresa, por exemplo, para que tudo funcione perfeitamente são necessários três níveis hierárquicos: nível estratégico, ou seja, do empreendedor e do diretor; nível tático, que é o gerencial; e o nível operacional, ou seja, o nível técnico, onde as atividades são executadas.

De acordo com a coach Juliana Martinez, um bom líder não deve estar no nível operacional. Ele deve conhecer todo o negócio, treinar pessoas e saber delegar tarefas. Isso significa pensar de forma estratégica e ter visão ampla sobre o negócio e sobre a empresa, ou seja, estar no nível estratégico.

“Muitos gestores se tornam chefes, se tornam nível estratégico ainda pensando como um técnico. Dessa forma, eles não conseguem ter uma visão ampla e sistêmica da empresa e do departamento como um todo. Quando eu saio do nível operacional e subo ao nível estratégico da organização, eu consigo pensar e trabalhar pela empresa, e não nela”, explica.

Um bom líder se questiona o tempo todo de forma estratégica. Se pergunta como ser um profissional melhor, como obter o melhor da sua equipe e como produzir resultados melhores. Para a coach da VT Service, é preciso ser autorresponsável e entender que cada um é responsável pelas suas próprias ações e pelas consequências delas. Autorresponsabilidade é o oposto da vitimização. “Quando você se torna autorresponsável, você age em direção ao que precisa ser feito. Age de maneira assertiva”, afirma.

“Cada um tem a vida que merece”

Em Provérbios 23:7 fala: ‘Assim como tu pensas, tu és’. Como alguém pode ter pensamento de pobre e ser rico? Como alguém com cabeça de colaborador operacional pode ser um líder bem-sucedido? Para a coach Juliana Martinez, é necessário sair da zona de conforto e mudar o padrão de pensamento, pois não há mudança sem atitudes. Segundo ela, é uma questão de decisão mudar pensamentos adotando técnicas certas e rompendo crenças limitantes.

“Ninguém muda a vida de ninguém sem mudar a si primeiro. Quais sentimentos reinam no seu dia-a-dia? Boa parte das crenças são inconscientes, podendo ser limitantes ou fortalecedoras. Se eu creio que sou um vencedor, seu serei. Se eu acredito que sou um fracassado, que não consigo, que sou pobre financeiramente, assim me torno”, diz.

Ela ressalta ainda que quando mudamos nossas crenças, nos enxergamos de forma diferente e enxergamos o mundo através de um novo olhar. A coach explica que quando acreditamos em nós mesmos, criamos metas mais altas. “Você se torna mais forte, motivado. O que você acredita é o que determina os seus resultados. Acredite em si. Acredite que você é um bom profissional, um bom líder, um líder de alta performance”.